origem
Segunda-feira, 10 de Maio de 2010

O sonho de Diana

Olá minha gente, Hoje deixo-vos aqui um texto que escrevi para a aula de Português =D ..

 

Diana sabia que cada vez se aproximava mais aquela noite, encontrava-se ansiosa, o rapaz que ela amava estaria lá e ela queria esforçar-se para impressioná-lo. Depois de mais uma semana de escola, cheia de testes, Diana estava totalmente cansada, já não sabia o que havia de fazer, aquela semana tinha sido uma das piores, primeiro porque a pessoa que ela mais amava não sentia o mesmo por ela, segundo continuava a recusar-se a seguir em frente e a querer reconquistá-lo. Diana era uma rapariga humilde e lindissima, amiga dos amigos dela, era uma menina que dava a vida pelos outros e vivia fazendo e vendo os outros felizes, pois para ela o que importava era ver os outros bem. Ela nunca gostava dela própria, sempre que se via ao espelho dizia para ela que se odiava, nunca se achou atraente e sonhava um dia ser o centro das atenções. Tinha chegado a tal noite, Diana encontrava-se em casa com a sua melhor amiga, tinha-lhe pedido ajuda para se arranjar e ficar maravilhosa. Após muitas horas de preparativos, via-se roupa, maquilhagem, vernizes, tudo espalhado pelo chão (...) Mas quando Diana se viu ao espelho sim, achou-se a rapariga mais linda do mundo, estava uma verdadeira princesa, o vestido azul sobressaia a cor dos seus lindos olhos, o seu enorme cabelo castanho, esvoaçava agora ao sabor do vento, cobrindo-lhe o corpo. Entraram no carro, e dirigiram-se a festa, diana e a sua melhor amiga encontravam-se cada vez mais nervosas, quando chegaram via-se luzinhas coloridas por todo o lado, via-se gente bonita a sair dos carros para se dirigirem a festa (...) Decidiram então entrar, toda a gente parou olhando para Diana, admirando a sua beleza, nunca a tinham visto assim, tão bonita (...) Diana olhou ao longe, e viu aquele que era a razão pela qual ela se tinha arranjado tanto, ali estava ele, lindo como sempre, um verdadeiro principe. Agora, ele olhava-a, admirava-a, e dizia para ele próprio que aquela era a rapariga dos sonhos dele, que a amava sem nunca saber e que por muito estranho que pareça nunca tinha reparado na mulher magnífica que ela era. Diana sentia-se agora o centro das atenções, ai e como era maravilhoso ter aquela sensação !

publicado por Daniela Cristina's Diary às 20:56
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31